Páginas

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Acordei para vida




Acordei, abri a janela do meu quarto e deparei com a cena de vários pássaros voando livremente pela natureza, comecei a chorar. Eu queria ser aqueles pássaros, voar sem medo, e principalmente ter a sensação de liberdade. Chorei igual uma criança quando lhe tomam seu brinquedo favorito. Minha vida passou na minha frente, percebi que estava preso em minhas angustias e, principalmente em meus medos. Tudo que sofria não era real, eu criei minhas privações, fiquei escravo dos meus sofrimentos imaginários.
Após ficar durante horas olhando os pássaros livres, andei em direção a minha cama ainda bagunçada, confesso que tive vontade de voltar a dormir para nunca mais levantar. Porém, uma voz interna me chamou para lutar pela vida, era o meu eu querendo uma nova chance para ser feliz. Ajoelhei e comecei a pedir proteção, lembrei dos conselhos de meus amigos, chorei mais um pouco. Enquanto estava refletindo sofre o que fiz com minha vida, olhei para dentro de mim, e nessa hora fiz uma promessa, nunca mais iria ficar a sombras dos meus pensamentos negativos.
Tem momentos em que devemos agarrar em nossa fé, acreditar que existe um ser maior olhando por nos, acredite, sempre terá uma chance para voltar e fazer um novo começo. Vamos parar de ter medo de recomeçar.

Guilherme Belmiro  

Nenhum comentário:

Postar um comentário