Páginas

domingo, 20 de maio de 2012

Andarilho da Morte


Poucas pessoas dizem que o viu, porém sua fama todos há conhecem.
Em uma pequena cidade do interior, umas séries de crimes assustam a população, varias pessoas estão sendo mortas. Em cada semana, sempre numa sexta feira alguém é assassinado.
Alguns moradores relatam que já viu um homem de barba, chapéu, e de casaco escuro, andando sobre as sombras da noite. Dizem que quem o vê, tem uma sensação de medo, ficam paralisados.
O Delegado da cidade diz que vai solucionar o caso o mais rápido possível. Creio que não, foram dez mortes, dez Sextas Feiras de puro medo. Algo curioso é que esse é o terceiro Delegado que chega para tomar conta do caso, os outros foram mortos pelo Andarilho da Morte. É assim que a população o chama, Andarilho da Morte, sem casa, sem nome, apenas vagando pelas noites.
As vitimas foram mortas a golpe de facão, sempre na região da cabeça. Ele não roubava, queria apenas mata-las. Algo que chama atenção é que as vitimas tem sempre seu nome envolvido em algum escândalo. Acredita que o Andarilho da Morte, está apenas fazendo uma limpeza, matando quem não presta. Alguns dizem que ele é um herói, estão falando que o próximo a morrer será o Prefeito.
Uma das vitimas foi um senhor de meia idade, tinha dois filhos, dizia que amava sua esposa, porém a cidade toda duvidava, ele estava andando com a empregada da casa, a meu ver, foi por isso que ele foi morto. Ele foi encontrado agonizando em dor, em um beco, sua boca estava coberta de sangue, havia um corte profundo pouco acima de seus olhos, em seu último suspiro de vida, disse apenas uma coisa: “Andarilho da Morte”.
 Até os dias de hoje não o encontraram e, pelo jeito nem vão. A única pergunta que fica no ar todas as Sextas Feiras é: Quem será o próximo a morrer?

Guilherme Belmiro 

2 comentários:

  1. Muito, muito bom! "Quem será o próximo a morrer?"

    ResponderExcluir
  2. Sé ele vim a minha cidade nao vai sobra guase niguem,,,

    ResponderExcluir